SONHOS

SONHOS
I
 
Cabelos negros soltos bailando ao vento
Olhos salientes querendo muito dizer
O que a sua boca não diz ao pensamento
É tudo o que gostaria de saber
 
II
 
Com os olhos abertos passo a noite em claro
Vivendo sonhos que um belo dia realizados vou ter
Acreditando que depois disso jamais vou perder
Um amor tão grande e tão raro
 
III
 
Com uma palavra tão pequena e bela
Que é tão associada a mais fina e pura beleza da flor
Demonstra o que o meu coração sente por ela
 
IV
 
O mais profundo e respeitável amor
Querendo bem lá no fundo ser somente dela
E com você dizer: adeus à solidão e a dor.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!